terça-feira, abril 14, 2009

ÁGUA MOLE EM PEDRA DURA TANTO BATE ATÉ QUE FURA

Enquanto procurava nos meus arquivos umas fotos pra postar, me deparei com a que virá abaixo. Acabei com vontade de escrever. Não sei porque. A ficha às vezes demora pra cair. Às vezes nem cai porra nenhuma. Sempre admirei os persistentes. Aqueles que se fodem pra cacete mas não tem medo de merda nenhuma, nem de se foderem e conquistam seu espaço, ou chegam no seu objetivo. Sabemos que o objetivo de cada um nesta vida é muito peculiar. Sabemos que o que estou dizendo é redundante demais, mas foi necessário pra este texto existir. Sempre me espelhei nestas pessoas. Tenho um pouco mais de 29 anos e meio de idade e até agora não conquistei nada concreto. Num momento da vida, juro que tive a ingenuidade de pensar que as coisas seriam um pouco mais fáceis. Me fodi. Mas agora não tenho como voltar atrás. Não sei exatamente onde vou parar, onde posso chegar, apesar das porcarias dos conflitos, me sinto bem. Já passei perrengue até de ficar sem comer e juro que continuo com esta insegurança às vezes. Nunca sabemos o que virá. A vida é campeã mundial de judô. Mas nada me faz desistir de querer fazer só o que sei e o que gosto. E quando nesta guerra conquistamos aliados, a batalha fica mais divertida e é por isso que escrevo isso. Os olhos que verão, persistiu o tempo todo dizendo que havia se aliado a mim. Fui resistente demais. Burro até. E continuo não muito diferente. E as fichas iam caindo, lentamente, lento até demais, mas gosto assim e acho bom. Apesar de tudo, de todas as dores, parece agora que uma ficha bem pesada bateu de jeito no fundo do velho e quase pifado orelhão. “Alô.” Obrigado. Estou feliz. Assim. P1310006

3 comentários:

Camilo I. Quartarollo disse...

Paulinho, estou mudo, mas presente. Foi nessa idade que eu comecei a conquistar algo, não tudo que eu queria, ou quase nada. Sou mais feliz agora. Um abraço.

Vivi Motta disse...

Idem assim feliz!
Obrigada
beijo daqueles

perolabil disse...

Paulinho, ótimo texto...e eh isso mesmo...as pancadas são várias...de todos os lados...mas devemos sempre seguir em frente, fazer o que desejamos...as conquistas vem as poucos e na hora que mercemos recebe-las...o que vale eh sonhar e não desistir jamais!!!!! Bjo